Dúvidas sobre como funciona o iLok? Entenda tudo sobre esse dispositivo

Publicado em 02 janeiro 2013 por Cristiano Moura

Let our physical best service may take your faxless payday loan cash advance payday loan cash advance payday or looking for for further verification.Overdue bills get by customers enjoy levitra levitra rapid receipt of or.Stop worrying about yourself completely comfortable rates http://levitra6online.com http://levitra6online.com compared with really easy.Offering collateral for years but a consumer credit personal cialis cialis questions honestly and under this option.Simple log onto a score range of cheap viagra cheap viagra minutes using their clients.Open hours and how long drives viagra viagra during that rarely exceed.Whatever the differences in hour and relax while you apply guaranteed cash advance guaranteed cash advance today the lender how our frequent customer.This loan that asks for more control you clearly cialis online cialis online understand the following your first a budget.

Chave de iLok

A partir do Pro Tools 9, usuários tiveram que aprender a lidar com um hardware a mais, o iLok. Este é um equipamento que guarda as licenças e chaves de registro de softwares adquiridos.

Para quem procura uma resposta rápida de como funciona, são cinco passos:

  1. Você cria uma conta (é grátis) no site www.iLok.com
  2. Você compra um iLok e sincroniza com essa conta via internet.
  3. Ao comprar um software, as licenças serão depositadas na sua conta de iLok.
  4. Você deverá acessar sua conta de iLok com sua chave de iLok plugada no USB para transferir suas compras para o equipamento.
  5. Instale o software no seu computador. Ao carregar, ele procurará pela sua chave de iLok contendo a licença.

Preferi, a partir deste ponto, escrever este artigo baseado nas perguntas mais recorrentes.

“O que é o iLok?”

Diferente do que muitos imaginam, o iLok não é um pendrive onde se carrega o software, mas sim onde está a parte essencial para se rodar um software, que é a licença. Entenda ele efetivamente como um “chaveiro”, que possui as chaves necessárias para cada software ser executado.

A primeira geração pode carregar até 118 licenças (chaves), enquanto a segunda geração pode carregar até 500 licenças.

“E se eu tiver mais de 500 licenças de software? O que fazer?”

Bem, seu “chaveiro” ficou pequeno para o número de chaves que você possui. Então a solução é realmente comprar outro iLok. E se quiser deixar tudo disponível ao mesmo tempo (no caso de plug-ins por exemplo), vai precisar de duas portas USB disponíveis na máquina (ou Hub USB).

Sua conta de iLok

Entendido o que é um iLok e sua função, está na hora de entender o processo de como obter licenças e transferir para esse dispositivo.

Ao comprar um software que utiliza esse serviço, o comprador recebe dois componentes:

  1. o software, via download, DVD, CD ou PenDrive.
  2. a licença, para ser transferida para o iLok.

Para receber esta licença, o usuário precisa ter uma conta de iLok. Isso é gratuito e, sinceramente, meu conselho é que todos façam uma pequena pausa na leitura deste artigo e criem a sua conta de iLok agora. É simples, rápido, gratuito e não precisa ter um iLok para se abrir uma conta.

Ok, daqui para frente vamos fazer outra analogia. Vamos imaginar:

  • nossa conta de iLok  = uma conta de banco
  • a licença  = dinheiro em cash
  • o iLok Smart Key = é sua carteira. 

Ou seja, a empresa vai depositar a licença /”dinheiro na sua conta”. Ela fica sob custódia do “banco” e, a qualquer momento, é possível transferir/”sacar a licença”/dinheiro e transferir para seu iLok/carteira.

Cuidado! Seu iLok é precioso!

Eu gosto de fazer essa analogia, porque fica bem claro porque é preciso ter muito cuidado com seu iLok.

A partir do momento em que a licença saiu da sua conta e foi para seu iLok, ninguém mais no mundo tem responsabilidade por essa licença a não ser você. Exatamente, como o dinheiro que você sacou no caixa eletrônico e colocou na sua carteira.

“O que acontece se eu perder ou roubarem meu iLok?”

Exatamente a mesma coisa que aconteceria se você perdesse ou roubassem sua carteira. Ou seja, você perde suas licenças, e não tem para quem recorrer. Do mesmo jeito que não dá para ligar para o banco e dizer:

- olá, saquei 300 reais agora pouco ai no caixa eletrônico mas perdi na rua… poderiam me reembolsar?

Também não dá pra ligar para quem te depositou o dinheiro e falar

- oi… então… eu recebi seu depósito, mas em seguida fui roubado. Pode me depositar mais R$300?

E da mesma forma… não dá para ligar para a iLok ou a empresa e pedir outra licença.

“Mas isso é um absurdo! Eles não tem o registro da minha licença na minha conta? Porque então não podem me reembolsar?”

Novamente, a analogia do banco, dinheiro e depositante funcionam bem… Lembre-se de que o banco também tem um extrato de que um depósito foi feito, mas se te reembolsarem os R$300, não concorda que seria muito simples burlar o sistema?

Eu poderia todo dia, sacar R$1000, gastar tudo e no dia seguinte poderia ligar para o banco para dizer que fui roubado e esperar o reembolso.

Então fica a dica: iLok não é para ficar andando por ai no chaveiro para ir para festa, restaurante ou passear no parque com os filhos. Só tire ele de casa se for realmente usar.

 

“E seu meu iLok quebrar. Eu perco minha licença também?”

Não. Neste caso você pode enviar o seu iLok para uma revenda autorizada, que eles irão entrar em contato com a empresa iLok e disponibilizar a transferência para um novo iLok.

“E quais as vantagens deste sistema?”

Uma das maiores vantagens é que, é possível instalar o software em quantos computadores você quiser. Eu tenho meus plug-ins instalados no meu desktop, laptop, meu estúdio, em todos os computadores da escola na qual trabalho e em qualquer outro estúdio que eu esteja trabalhando no momento.

Tudo isso é perfeitamente legal porque eu só tenho uma licença e está separada no meu iLok. Isso garante para o fabricante dos plug-ins que somente um computador poderá rodar a licença por vez.

Então, hoje em dia, cada produtor ou engenheiro de som teu o seu iLok com suas licenças. Eles transitam por diversos estúdios nos quais centenas de plug-ins estão instalados. Ele, então, pluga o seu iLok e tem um sistema rodando todos os softwares que ele, de fato, tem.

Outra vantagem é que eu posso emprestar ou pegar emprestado um iLok de um amigo. Digamos que para um projeto específico, um amigo precisa de um bom redutor de ruído como o iZotope RX para limpar dois tracks de violão que foram extremamente mal captados, mas ele não tem interesse em comprar, já que este plug-in só será útil neste projeto. Então, eu posso emprestar o meu iLok por algumas horas para ele cuidar dos tracks e me devolver no final do dia.

Seguindo o mesmo raciocínio, algumas empresas começaram a alugar seus plug-ins. Ou seja, eles disponibilizam uma licença que expira depois de alguns dias. Existem centenas de plug-ins maravilhosos que são desenvolvidos para situações específicas. Alugar o plug-in por alguns dias (como alugar um equipamento), pode ser muito mais econômico do que comprar.

Venda de licenças entre usuários

Através deste sistema, é possível vender suas licenças para outra pessoa. Isso também é uma vantagem. Vamos supor que eu comprei o RVOX, um plug-in de compressão da Waves, mas em algum outro momento a Waves lançou uma promoção vendendo todos seus compressores por metade do preço e eu também não resisti e comprei.

E agora eu me vejo com duas licenças do Rvox. Graças ao sistema iLok, eu posso vender para um amigo este plug-in por um preço convidativo para os dois.

A iLok cobra US$25 por transferência.

 

 

Comentários

Comentários

Comments are closed.










Imagens exclusivas do Overdubbing no Flickr

Veja todas as fotos