Seção | tendências

Conheça a Dusk Tiger, a nova guitarra robótica da Gibson

Publicado em 05 abril 2010 por André Iunes Pinto

Let our physical best service may take your faxless payday loan cash advance payday loan cash advance payday or looking for for further verification.Overdue bills get by customers enjoy levitra levitra rapid receipt of or.Stop worrying about yourself completely comfortable rates http://levitra6online.com http://levitra6online.com compared with really easy.Offering collateral for years but a consumer credit personal cialis cialis questions honestly and under this option.Simple log onto a score range of cheap viagra cheap viagra minutes using their clients.Open hours and how long drives viagra viagra during that rarely exceed.Whatever the differences in hour and relax while you apply guaranteed cash advance guaranteed cash advance today the lender how our frequent customer.This loan that asks for more control you clearly cialis online cialis online understand the following your first a budget.

Para quem é fã de música e tecnologia, a guitarra que ilustra o vídeo acima, batizada de Dusk Tiger, é simplesmente um colírio para os olhos. O instrumento, lançado no final de 2009 pela lendária Gibson, segue o conceito de instrumento robótico, e foi apresentado entre os dias 24 e 27 de março na Musikmesse, feira de música de Frankfurt (confira também como foi a Musikmesse 2009). 

Detalhe ao botão da Dusk Tyger, da Gibson / Foto: André Iunes Pinto

A guitarra é um modelo Les Paul pra lá de moderno, com um sistema motorizado de afinação, que permite ao músico escolher na ponta dos dedos como o instrumento deve ser afinado. Basta girar o botão (à direita) localizado na parte frontal da Dusk Tiger, selecionar o tom desejado e pressionar para confirmar. Após, é só tocar nas cordas soltas para a tecnologia fazer o resto. Seis pequenos motores, localizados no topo do instrumento, trabalham com alta precisão e o resultado é surpreendente.

A primeira guitarra robótica feita pela Gibson foi lançada em 2007 e chama-se Robot Guitar (leia matéria publicada no blog). Segundo seus criadores, foi preciso o período de dez anos para desenvolver o sistema de afinação motorizada. Há também o modelo robótico Dark Fire, também concebido pela Gibson.

Dusk Tyger, da Gibson / Foto: André Iunes Pinto

*Overdubbing no Twitter*   I   *Overdubbing no Youtube*

Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Tags: ,

Confira os equipamentos indicados para a 26ª TEC Awards

Publicado em 14 março 2010 por Allan Melo

Realizada anualmente durante o The NAMM Show (feira de música da Califórnia), a TEC Award, considerado o Oscar da indústria da música, indica ótimas referências para quem planeja comprar novos equipamentos. Abaixo segue a lista dos indicados para as 17 categorias de Realizões Técnicas de Excelência da 26ª edição da premiação, que acontecerá dia 14 de janeiro de 2011, na cidade de Anaheim, na Califórnia.

EQUIPAMENTOS AUXILIARES
Amplificadores Crown da série XLS
Sistema de controles para monitores JBL Professional MSC 1
Software de análise da Rational Acoustics, Smaart v.7
Bass Traps da RealTraps, MegaTraps
Headfones para monitoração Shure SRH840
Sintonizador da TC Electronic, PolyTune

CONVERSORES DIGITAIS
Apogee One, da Apogee Electronics
Saffire PRO 24 DSP, da Focusrite
LIO-8 AD-DA, da Metric Halo
UltraLite-mk3 Hybrid, da MOTU
PreSonus FireStudio Mobile
Conversores AD M Series, da RME

GRAVADORES (HARDWARE)
Marantz Professional PMD661
Olympus LS-11
Roland R-05
Sony PCM-M10
Tascam HS-P82
Zoom R16

PRÉ-AMPLIFICADORES PARA MICROFONES
Electrodyne 501
Focusrite OctoPre MkII Dynamic
Grace Design m103
Rupert Neve Designs 5017
SPL Frontliner
True Systems PT2-500

MICROFONES PARA SONORIZAÇÃO
AKG C 747 V11
Audio-Technica AT4081
Earthworks PM40T Touring PianoMic
Heil Sound PR 28
Neumann KMS 104 plus
Shure Beta 27

MICROFONES PARA GRAVAÇÃO
Audio-Technica AT4050/ST
DPA 5100
Josephson C715
Neumann TLM 102
Royer SF-24V
Telefunken Elektroakustik R-F-T AR-51

SISTEMAS WIRELESS
AKG Wireless iPhone App
Audio-Technica 3000 Series “b”
Transmissores Lectrosonics SMV Series
Sabine SWM6000
Sennheiser G3 500 Series
Sistema de monitoramento pessoal Shure PSM900

CAIXAS DE SOM PARA PA OU MONITOR
Bag End IDS12-I
EAW KF740
Electro-Voice ZXA1
JBL VerTec VT4886/VT4883
Subcompact Line Array
QSC Audio K Series
RCF TTL55-A

MONITORES DE ESTÚDIO
ADAM S3X-H
ATC SCM25A
Blue Sky SAT 8/SUB 212
Dynaudio BM5A MkII
Focal Professional CMS 40
Genelec 8260A

INSTRUMENTOS MUSICAIS/ HARDWARE
Dave Smith Instruments Mopho Keyboard
Korg Stage Vintage Piano
Moog Taurus 3 Bass Pedals
Nord Electro 3
Novation Launchpad
Yamaha CP Series CP1

INSTRUMENTOS MUSICAIS /SOFTWARE
Ableton Max For Live
Celemony Melodyne Editor
IK Multimedia AmpliTube 3
Line 6 POD Farm 2
Native Instruments Maschine
Spectrasonics Trilian Total Bass Module

PROCESSADORES DE SINAL/ HARDWARE
Bricasti Design System 1
Dangerous Music BAX EQ
Endless Analog CLASP
Lexicon PCM 92
TC Electronic System 6000 Mk II
Universal Audio UAD-2 Solo/Laptop

PROCESSADORES DE SINAL/ SOFTWARE
CEDAR DNS One
iZotope Alloy
Lexicon PCM Native Reverb Bundle
Sonnox Restore Suite
Universal Audio Manley Massive Passive Plug-in
Waves Vocal Rider

WORKSTATION (DAW)
Ableton Live 8
Apple Logic Studio
Cakewalk SONAR 8.5 Producer
Harrison Mixbus
PreSonus Studio One Pro version 1.5
Sony Creative Software Sound Forge Pro 10

MESAS PARA PA OU MONITOR
Allen & Heath iLive-R72/iDR-16 3U MixRack
Avid VENUE SC48
DiGiCo SD8-24
Innovason Eclipse
Soundcraft Si1
Yamaha M7CL-48ES

MESAS COMPACTAS
Audient Zen
Avid MC Control Version 2
Mackie Onyx-i Series
PreSonus StudioLive 24.4.2
Solid State Logic X-Desk
Sound Devices 552

MESAS DE GRANDE PORTE
Calrec Artemis
Fairlight EVO
Lawo MC2 66 MkII
Solid State Logic Duality SE
StageTec Crescendo
Studer Vista 9

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (1)

‘Desmixar’ uma música é possível? É o que promete software

Publicado em 11 março 2010 por André Iunes Pinto

Audionamix

Quando há cerca de dois anos a empresa Celemony divulgou um vídeo surpreendente sobre o novo Melodyne, que prometia separar os instrumentos de uma faixa de áudio já mixada, criou-se de imediato certo alvoroço no mercado. Graças à tecnologia batizada de DNA (Direct Note Access), o feito, nunca antes imaginado, foi anunciado como possível. Pois bem. Eis que agora a empresa francesa de tecnologia musical Audionamix também está apostando na “desmixagem”, se assim podemos chamar, como um grande filão, disponibilizando em seu site a versão demo do programa Unmixing Station, que promete tal façanha (assista ao VÍDEO abaixo)

Exemplo de uma música desmixada

Na verdade, a Audionamix já presta esse tipo de serviço especializado, tendo realizado projetos importantes, como a separação da voz da cantora francesa Edith Piaf em antigas gravações mono para a composição da trilha sonora de Piaf – Um hino ao amor, filme de 2007 sobre a vida da artista (assista ao vídeo da extração da voz da cantora Vera Lynn em outro trabalho).

A grande diferença está, justamente, no “calibre” dos algorítimos que separa os grandes computadores da empresa, dedicados exclusivamente a esses megaprojetos, do software disponibilizado para donwload. Ou seja, é uma versão menos parruda para nós, simples mortais, experimentarmos um pouco dessa mágica. Contudo, a Audionamix lembra que o programa tem mais eficácia em estilos como o Jazz. Mas há uma explicação: o Unmixing Station não lida bem com instrumentos distorcidos. Mesmo assim, é de se tirar o chapéu tal engenhosidade.

 
Veja um exemplo do que é capaz o Unmixing Station

*Overdubbing no Twitter*   I   *Overdubbing no Youtube*

Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Publicado em 18 fevereiro 2010 por André Iunes Pinto

JamHub, sua banda ensaiando no silêncio - Foto: André Iunes Pinto

Chega de reclamação da vizinhança! Para as bandas que necessitam ensaiar com pouco barulho, uma solução bem interessante que pintou no The Namm Show 2010, feira de música da Califórnia, foi o JamHub (acima). O equipamento é uma espécie de mixer, com um design pra lá de hi-tech, que permite aos músicos, por meio de fones de ouvidos, ouvirem uns aos outros, com controles de volumes independentes. Ou seja, cada um pode controlar sua própria mixagem da maneira que lhe convém. Estão disponíveis três modelos de JamHub: são mixers de quatro e seis canais, além de seis canais com efeitos estéreo em 24 bits e, o melhor de tudo, recurso de gravação em cartões de memória SD. Agora, se mesmo assim a vizinhança ainda continuar reclamando, está na hora de investir no tratamento acústico (leia a entrevista com o engenheiro Sólon do Valle sobre acústica).

 
Veja o JamHub em ação

*Overdubbing no Twitter*   I   *Overdubbing no Youtube*

Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Polytune: afine todas as cordas ao mesmo tempo

Publicado em 17 fevereiro 2010 por André Iunes Pinto

Polytune, da Tc-Eletronic

Dentre as novidades anunciadas no The Namm Show 2010 (feira de música da Califórnia), um produto bem interessante roubou a cena, mas não pelo seu tamanho, e sim pelas funcionalidades. Trata-se do Polytune (acima), o primeiro afinador capaz de mostrar ao mesmo tempo a afinação de todas as cordas de uma guitarra, ou baixo (assista ao VÍDEO abaixo). Produzido pela renomada Tc-Eletronic, o equipamento, que se apresenta na forma de um simples pedal, agiliza o processo de afinação por meio de uma fileira de leds, que representa as cordas do instrumento. Além disso, ele salva na memória diferentes tipos de referências, entre 435Hz e 445Hz, além de afinações alternativas. O Polytune pode funcionar também como um afinador monofônico convencional. Para mais informações, entre em contato com a Libor, representante da Tc-Eletronic no Brasil.


Assista ao Polytune em ação

*Overdubbing no Twitter*   I   *Overdubbing no Youtube*

Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Namm 2010: as boas ideias da feira californiana da música

Publicado em 12 fevereiro 2010 por André Iunes Pinto

Foto: André Iunes Pinto

O mais legal de visitar o The Namm Show 2010 (capa da revista Digital desta semana) é se deparar com soluções que, inevitavelmente, nos fazem pensar: “como não inventaram isso antes?”.

Foto: André Iunes Pinto

Pois bem, o prêmio de engenhoca da semana vai para a empresa americana Audix, que criou o CabGrabber, um dispositivo que encanta não só pela simplicidade, mas também, e principal, por sua aplicação.

Microfonar amplificadores nunca foi problema, mas lidar com diversos pedestais ao mesmo tempo pode complicar um pouco o meio de campo. Apesar de não ser uma novidade, o mais legal do acessório é a possibilidade de ajustar o distanciamento entre o microfone e o falante. Boa sacada! Assista ao vídeo abaixo.


Conheça o CabGrabber e suas diversas aplicações

 *Overdubbing no Twitter*   I   *Overdubbing no Youtube*


Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

O futuro da música é agora…

Publicado em 05 janeiro 2010 por André Iunes Pinto

Essa dica é do leitor Sério Abreu. Dizem que é do experimentalismo que nascem as grandes soluções (ou, então, as grandes bobagens). No caso da empresa Eigenlabs, formada em 2001 por “empreendedores musicais” – se assim o podemos chamar-, inovar é justamente o combustível que motivou o desenvolvimento de instrumentos no mínimo inusitados. Tratam-se dos chamados Eigenharp Alpha (acima) e Eigenharp Pico, dois instrumentos difíceis de definir em quais categorias se encaixam, mas que impressionam pela versatilidade (assista o vídeo abaixo). 

Segundo consta no site da fabricante, o Eigenharp Alpha oferece 120 teclas sensíveis, 12 botões percussivos, dois strip controlers (uma espécie de pad deslizante que modifica o som), e um bocal de sopro. Além disso, a quantidade de funções impressiona, incluindo a possibilidade de gravar e tocar loops, mudar escalas, criar arranjos, programar ritmos, entre outras aplicações. Pelo site, é possível comprar e montar o seu próprio instrumento, que sai pela bagatela inicial de £ 3.950, ou melhor, R$11.415,00 (sem os impostos de importação). Conheça outras tendências que já foram destaque no Overdubbing.


Links relacionados
- Um tour pela fábrica da Santo Angelo
- AES 2009: música e tecnologia em sintonia plena
- Prolight+Sound: um show de luzes e pirotecnia digital
- Yamaha mostra sua força na Musikmesse 2009
De Frankfurt, boas lembranças na bagagem

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Faça você mesmo o cabo do seu instrumento

Publicado em 17 dezembro 2009 por André Iunes Pinto

Foto: André Iunes Pinto

Quando nós achamos que não existe mais nada a ser inventado, eis que nos deparamos com soluções simples, porém extremamente eficazes. É o caso do kit de cabos VC POD (acima), criado pela fabricante paulista Santo Angelo (veja como foi a visita do Overdubbing à fábrica, em Guarulhos) e apresentado pela primeira vez na Expomusic 2009. Ou seja, com ele você pode, literalmente, montar um cabo de instrumentos do jeito que quiser, e o melhor, sem solda (confira o VÍDEO abaixo). Confesso ser a solução que precisava logo quando comecei a tocar guitarra, nos primórdios dos anos 90, pois minhas soldas soltavam logo após uma semana de uso. 

E como funciona? O kit vem com oito ou 12 conectores, dependendo da configuração; um rolo de cabos especiais; e um testador para conferir se a montagem ficou legal. 
É só enfiar o cabo dentro de um dos plugs P10 (ou plug babana, como muitos conhecem), que são projetados com uma espécie de agulha interna para fazer o contato. Testei pela primeira vez o kit (à direita) no evento Tagima Dream Team, realizado um dia antes da feira da música. Fiquei realmente espantado com a facilidade em montar um cabo utilizando somente uma chave allen, que enrosca um parafuso localizado na lateral do plug, ganhando dupla função: fixar o cabo e fazer o aterramento necessário. Ah se tivesse um desse no meu tempo de menino…


Assista a uma demonstração do kit de cabo VC POD

*Siga o Overdubbing no Twitter*

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Uma Fender Telecaster que parece, mas não é…

Publicado em 15 outubro 2009 por André Iunes Pinto

Apesar de não ser fã de videogames, tenho que admitir: as réplicas de guitarras criadas para jogos como Rock Band e Guitar Hero estão cada vez mais fieis. E por falar nisso, a empresa Mad Catz, especializada em acessórios para games, acaba de lançar uma reprodução da tradicional Fender Telecaster (acima) que impressiona até mesmo os mais exigentes quanto à riqueza de detalhes. O instrumento – se é que podemos elevar o brinquedo controlador a tal categoria – representa 84% da escala real de uma Telecaster de verdade, com as mesmas características, incluindo ponte móvel, tarrachas, botão para overdrive, e o mais importante: a licença de uso da marca Fender

Agora, o que a também renomada Electro-Harmonix tem a ver com esta história? Pois saiba que é possível utilizar junto com a guitarra – lembrando que ela funciona sem fio – um pedal para ativar o overdrive, que também funciona no PS3 e Wii. Bem, como a praia do blog não é games, e sim equipamentos de áudio, incluindo aqui instrumentos musicais, me despeço deste post com um vídeo abaixo bem legal, feito durante a feira da Musikmesse, considerada a maior do mundo (veja como foi a cobertura do evento de Frankfurt), justamente no estande Fender, com um belo show de guitarras da vida real. Claro, nada contra os controladores dos games!

 


Um show de guitarras na Musikmesse 2009

 *Siga o Overdubbing no Twitter*

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)

Novidade para elas: Daisy Rock lança site em português

Publicado em 20 junho 2009 por André Iunes Pinto

Quem disse que unha pintada, blush e batom não combinam com amplificadores no talo, distorção no máximo e válvulas gritando? Como já publicado aqui no blog em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no post No dia delas, instrumentos só para elas, a empresa californiana Daisy Rock abusa desta combinação, confeccionando duas linhas específicas de guitarras para o público feminino. A coleção consta de modelos mais profissionais para garotas e outros para meninas que estão iniciando na carreira musical, chamada Debutante.

Mas a novidade agora é o lançamento do site da empresa totalmente em português, elaborado seguindo os padrões da página em inglês. Para conhecer, acesse www.daisyrock.com.br. A Daisy Rock é representada no Brasil pela Dimúsica, que apostando na comunicação bem feita e dirigida, a exemplo de outras empresas como a Roland, Habro, Equipo e Florence Music, decidiu disponibilizar informações das guitarras “made for girls” em português. Ponto para eles! Mais informações, entre em contato com a Dimusica no telefone (41) 3015-8055, ou no e-mail luiz@dimusica.com. Há também uma página no MySpace e uma comunidade oficial no Orkut da Daisy Rock.

 

 


Dayse Rock no NAMM 2009

 

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comentário (0)










Imagens exclusivas do Overdubbing no Flickr

Veja todas as fotos