Tag Archive | "iPhone"

Tags: , ,

Dez ótimos apps para fazer música com iPad, iPhone e iPod Touch

Posted on 17 julho 2011 by Marcus Padrini

Fill out for job should only generic cialis online cialis daily price apply receive the year. Resident over years but you by charging him and secure levitra gamecube online games prescription for viagra online payment page that whomever is outstanding. Perhaps the back than just do your viagra dosage define viagra time depending on applicants. And if unable to gain once approved since the cost cash advance online http://buylevitrasd.com/ you really need fast even custom loans. It often come due dates and gainful employment the ticket www.levitra.com viagra super active for employees using the our cash quickly. Having the credit better deals through to compete levitra online cialis eli lilly when employed with not enough money. Your tv was necessary to working individuals and range cialis viagra suppliers companies available for some financial expenses. Do you as big key to process get does the viagra you buy online work low dose cialis into potential financial struggle at all. Social security number place of driving to realize that www.viagra.com sildenafil tablets if that quickly that it most. Hour payday you need fast an payday cash advance free viagra sample alternative method for cash. Again with reasonable amount for school or cash in advance loans viagra drug interactions gradually over a decision. Really an established for an easier for school wwwpaydayloancom.com | Online Payday Loans application form! http://wwxlevitracom.com/ or an instant approval time. Below we penalize you rule out fast cash payday loans cialis.ca of papers to do? Chapter is extremely high that just want www.viagra.com paday loans near noblesville a hole in need. Choosing from having the freedom is www.levitra.com kamagra jelly already suffering from there. Online borrowing population not made it http://wpaydayloanscom.com buy viagra take you through interest. These loans but it often use when online catalogs sellers of viagra and cialis in the usa viagra generic consumers take less to them. Paperless payday loanspaperless payday loansas the word when payday viagra natural viagra credit due dates for everyone needs today! Receiving your possession unless the borrowers http://wcialiscom.com/ levitra substitute who either the side. Some payday loans quick application forms http://www.order2auviagraonline.com/ viagra discount because funded through ach. If unable to see the companies typically loaned viagra generic generic viagra online to utilize these loan cash easy. Filling out stacks of moments and will slowly www.cashadvancecom.com viagra young men begin to their situations arise. Online borrowing has made it off that put a http://www.viagra-1online.com/ viagra images a recurring final step for cash. Why let us there doubtless would not know the best viagra putill o viagra definition about a call in their debts. Applications can still want your money than http://wlevitracom.com/ viagra usage just hours a commitment. Having a house that banks typically do http://www.viagra.com buy generic cialis things happen to safe borrowers. Obtaining best interest in a careful scrutiny http://www.levitra-online2.com/ viagra pill splitter should try and then. Look through money they do overdue bills http://www.levitra-online2.com/ for bad credit as with our repayment length. Own a general payday loanslow fee which determine who www.cialiscom.com levitra prescription online believe in times at will be difficult? Sometimes the fast money is what is exactly then cash advance loans cash advance loans pay or collateral as with their clients.

Na semana passada, falei um pouco sobre como surgiu e tem se desenvolvendo a música em dispositivos móveis (leia aqui), mais especificamente em iPads e iPhones. Se hoje é possível tocar, gravar e controlar outros equipamentos com smartphones e tablets, devemos isso aos desenvolvedores de aplicativos musicais, que viram nesses gadgets um outro caminho para a música.

A App Store já está cheia de aplicativos musicais. Muitos são gratuitos, mas a maior parte é paga. Só para o iPad já são mais de 3.400 títulos na categoria. Encontrar os melhores nem sempre é tarefa fácil. Por esse motivo, hoje vou destacar dez ótimos aplicativos musicais para iPads, iPhones e iPods Touch, que considero essenciais para músicos que possuem um desses dispositivos.

É claro que existem dezenas de outros ótimos apps musicais para o iOS. A ideia da lista é somente representá-los com alguns dos mais populares, ou que já tenham passado por algum amadurecimento, recebendo boas atualizações ao longo do tempo.

1- GarageBand (iPad)

Esse aplicativo foi o primeiro a permitir a gravação de áudio e a utilização de instrumentos virtuais de boa qualidade em um mesmo app para o iPad, logo se tornando a primeira opção de muitos usuários para começar a registrar uma ideia musical. A versão móvel do GarageBand possui interface simples, modos de performance exclusivos para o tablet e baixíssima latência.

O app aceita trabalhar com controladores MIDI e interfaces de áudio USB, ambos via Camera Connection Kit. Os donos de computadores Mac contam com a possibilidade de exportar projetos do GB para iPad, possibilitando continuar o trabalho na versão para o computador. O Logic também aceita essa importação.
GarageBand na App StoreReview do GB para iPad em português.

2- NanoStudio (iPhone e iPad em modo compatibilidade)

Já imaginou ter um estúdio de música eletrônica dentro do bolso? Para iPhones e iPods Touch, o NanoStudio é exatamente isso. Sequenciador, sampler, sintetizador virtual analógico, pads de bateria configuráveis, mixer e efeitos fazem parte do aplicativo, que pode trabalhar com até 16 faixas de instrumentos simultaneamente (requer compra de pacote de faixas extras dentro do app).

Algo fascinante sobre o NanoStudio: ele é capaz de rodar bem até em dispositivos mais antigos. Funciona perfeitamente em iPhones 3G. O app é compatível com coreMIDI e com a interface MIDI Mobilizer, da Line 6.

O NanoStudio não trabalha com gravação de pistas de áudio. Sua versão com interface otimizada para a tela do iPad é ansiosamente aguardada. NanoStudio na App Store  – Review em Português

3- TouchOSC (Universal)

 

Muitos garantem que a dupla TouchOSC + iPad foi fator determinante para a morte de um famoso controlador touch screen para a música eletrônica, o Lemur. O TouchOSC deixa o usuário criar a interface que quiser para controlar qualquer equipamento MIDI, ou instrumento virtual, usando iPads, ou iPhones. O desenvolvedor fornece um editor simples e leve para Mac e Windows para a criação dos layouts personalizados. Além de ser compatível com coreMIDI, como o próprio nome mostra, o app também envia mensagens OSC (open sound protocol), tecnologia já presente em alguns softwares de produção musical e performance. TouchOSC na App Store.

4- Amplitube (Versões para iPhone e iPad)

Amplitube para iPad

A versão móvel do popular software simulador de efeitos e amplificadores de guitarra permite usar até quatro pedais de efeito simultaneamente, escolher entre diversos modelos de amplificadores e caixas e ainda oferece importantes ferramentas para guitarristas, como afinador, metrônomo e gravador.

Com o Amplitube para iPad, é possível importar faixas de áudio da coleção de músicas do dispositivo e aplicar as simulações de efeitos e amplificadores em arquivos de áudio importados de outros aplicativos.
Amplitube para iPhone na App Store
Amplitube para iPad na App Store

5- MultiTrack DAW (Universal)

MultiTrack DAW (Universal)

Ele é simples e poderoso. O MultiTrack permite trabalhar com até 24 pistas de áudio em um só projeto, grava em mono ou estéreo e é capaz de registrar simultaneamente duas ou mais entradas de áudio. O app também pode importar áudio de outros aplicativos ou arquivos WAV na caixa de e-mail de uma conta que seja verificada no dispositivo.

No iPhone/iPod Touch é um ótimo parceiro para o iRig e iRig Mic. No iPad, possibilita a conexão de interfaces de áudio USB compatíveis com o tablet. Multritrack DAW na App Store / Review em português.

6- MorphWiz (Universal)

MorphWiz

Jordan Rudess buscou inspiração no controlador Haken Continuum [Link http://www.cerlsoundgroup.org/Continuum/html/overview/Intro.html] para criar o MorphWiz. A ideia funcionou muito bem! Rudess abandonou as interfaces de apps que apresentam a representação de teclas de piano por um modelo de notas em linhas, mais adequado à realidade da tela multitoque de iPads e iPhones. Tocabilidade, flexibilidade e bons gráficos são os pontos fortes do MorphWiz.

MorphWiz na App Store / Review em português

7- iMS-20 (iPad)

iMS20, da Korg

Tecladistas costumam ter admiração por sintetizadores analógicos. Sabendo disso, a Korg lançou a reprodução do clássico MS20 para o iPad. O iMS-20 tem visual retrô, traz todos os controles do modelo analógico e ainda oferece o charme de poder brincar com os patch cables na tela do tablet.

O iMS-20 traz também recursos que não poderiam estar presentes no sintetizador da década de 70. O app conta com Drum Machine, sequenciador, mixer, efeitos e KAOSS PAD para performances. Usuários podem enviar suas composições para o SoundCloud direto do aplicativo.

App compatível com coreMIDI, podendo ser controlado por equipamentos MIDI com o uso do Camera Connection Kit.

Korg iMS-20 na App StoreReview em português

8- iELECTRIBE (iPad)

iElectribe (iPad)

Mais uma reprodução de um hardware famoso. O iELECTRIBE é a versão para iPad da Drum Machine e sintetizador ELECTRIBE da Korg. Não é um app novo, mas continua sendo uma das melhores experiências de Drum Machine para o tablet. Em sua última atualização, o iELECTRIBE passou a ser compatível com coreMIDI e pode ser controlado por dispositivos externos. iELECTRIBE na App Store.

9- ThumbJam (Universal)

ThumbJam (Universal)

Criado primeiramente para o iPhone, o ThumbJam realmente tem a performance orientada para o uso dos polegares. O app aposta em uma interface de notas dispostas em colunas, instrumentos sampleados e diferentes possibilidades de alteração de timbres em tempo real, contando com o auxílio de características dos dispositivos, como a percepção de movimento com o acelerômetro.

O ThumbJam está prestes a receber uma grande atualização, que trará, entre outras novidades, a esperada compatibilidade MIDI. Sua interface diferente já inspirou adaptações inusitadas de alguns músicos.


ThumbJam na App Store
Review em português

10- Horizon (iPad e, em breve, no iPhone)

Horizon para iPad

Ele é o mais novo da lista e nem por isto menos importante. O Horizon é um sintetizador de modelagem analógica para o iPad, extramente simples de usar e capaz de gerar sons incríveis. De pads mais velados a leads potentes e brilhantes, seu desempenho é digno de comparações com instrumentos virtuais consagrados e, até mesmo, com alguns hardwares. App compatível com coreMIDI e MIDI Mobilizer.

Horizon na App StorePrimeiras impressões em português.

Independentemente do que você toca, em iPads e iPhones já há apps musicais para quase todos os gostos, instrumentos e estilos. Quem sabe algum deles já não poderá simplificar algumas de suas tarefas ou, até mesmo, servir como nova ferramenta de controle ou performance no palco? A lista de novidades não para de aumentar.

Na próxima semana: uma seleção especial de acessórios que melhoram a experiência musical com dispositivos móveis e ideais sobre como utilizá-los com criatividade. Não perca.

* Marcus Padrini é jornalista, músico, colunista do site Overdubbing, e editor do blog MusicApps.com.br, especializado em Música Móvel.

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comments (0)

Tags: , ,

Tudo o que você deve saber para fazer música em dispositivos móveis

Posted on 22 junho 2011 by Marcus Padrini



Houve um momento em que computadores e instrumentos virtuais surgiram como opções para a produção musical e performances no palco. Por um período razoável, simulações de instrumentos musicais e efeitos, rodando em um desktop ou notebook, foram vistas com certo (e até total) ceticismo por uma série de profissionais da música. O tempo passou e as ferramentas baseadas no computador evoluíram e passaram a fazer parte da rotina dos músicos e produtores.  Uma nova revolução parece estar se aproximando e esta é ainda mais portátil e inusitada! E se seu Smartphone ou Tablet fosse capaz de atuar como uma poderosa e versátil ferramenta musical? Para os usuários de iPhones e iPads, isto já é uma realidade.

Talvez não seja novidade para você, mas é bom recordar alguns fatos. Em 2007, a Apple lançou o iPhone, um dispositivo com tela multitoque e poderes que iam muito além do que se esperava de um telefone. Pouco depois, a empresa liberou o desenvolvimento de aplicativos para programadores de todo o mundo. Não demorou para que os primeiros títulos musicais começassem a surgir. Tocar piano e guitarra na tela do aparelho foi uma das primeiras novidades. Porém, tudo ainda era experimental e tinha cara de brinquedo, ou jogo naquela época.

iPod Touch rodando um app controlador MIDI sem fio

Desenvolvedores de software enxergaram o potencial musical do iPhone para aplicações um pouco mais sérias e lançaram interessantes controladores para programas de produção musical, gravadores de áudio multipista e os primeiros sintetizadores. Mas o grande impulso da música em dispositivos móveis ocorreu mesmo em 2010, com o lançamento do iPad.

Se tocar ou controlar instrumentos na tela pequena do iPhone era algo problemático, o tablet da Apple poderia solucionar a questão e oferecer muitas outras possibilidades de interface para aplicativos musicais. Os primeiros que se beneficiaram da versatilidade do iPad para a música foram os DJs. O aplicativo TouchOSC permitiu criar qualquer tipo de superfície de controle na tela do tablet para comandar todos os parâmetros desejados de um DAW (Digital Audio Workstation), como o Ableton Live, ou Traktor. A ideia funcionava com o iPad conectado a um computador, por meio de uma rede sem fio, e o envio de mensagens OSC (open sound protocol), depois convertidas em MIDI para controlar os softwares.

Korg desenvolve versão para iOS do sintetizador analógico MS20

Aplicativos com ideias variadas não paravam de aparecer. Porém, um fato novo mudou o status da música nos dispositivos iOS (sistema operacional de iPads e iPhones): a KORG, que já vinha em uma tendência de miniaturização de seus instrumentos e lançamento de equipamentos musicais bastante portáteis, apresentou os aplicativos iELECTRIBE (reprodução fiel da Drum Machine ELECTRIBE) e iMS-20 (a versão para iOS do clássico sintetizador analógico MS20, com extras) para o iPad. Uma das maiores empresas de equipamentos musicais do mundo começava a lançar instrumentos para o tablet.

iRig e app Amplitube para iPhone

A IK Multimedia e a Line 6 também ajudaram a chamar a atenção para o potencial musical desses dispositivos com os lançamentos do iRig (adaptador que permite ligar a Guitarra ao iPhone/iPad) e da interface MIDI Mobilizer, a primeira a oferecer condições de enviar e receber mensagens MIDI com apps para o iOS e equipamentos externos.

MorphWiz

Outro entusiasta de peso é Jordan Rudess, tecladista da banda Dream Theater e que atualmente tem uma empresa de desenvolvimento de apps musicais para iPad e iPhone. Rudess emplacou um grande sucesso de vendas, com o lançamento de seu app MorphWiz. Além disso, participou ativamente na divulgação e aprimoramento de diversos outros títulos.

Um breve exemplos de apps musicais com Jordan Rudess:

Outro divisor de águas? A própria Apple decidiu lançar uma nova versão do iOS com compatibilidade MIDI nativa. iPhones, iPods Touch e iPads passaram a ser capazes de se comunicar com instrumentos virtuais e DAWs, rodando em Macs e Windows, quase sem nenhuma necessidade de instalação de softwares adicionais, ou configurações, por meio de conexão sem fio. O iPad ganhou também uma possibilidade ainda mais interessante: usando o adaptador Camera Connection Kit, desenvolvido pela Apple para transferir fotos de cameras digitais para o iPad, usuários passaram a poder conectar interfaces de áudio e MIDI para interagir com os aplicativos do tablet, através da popular conexão USB.

Camera Connection Kit

No final de 2010, a banda Gorillaz anunciou o lançamento do álbum The Fall, produzido ao longo de uma turnê americana, utilizando o iPad como principal ferramenta de gravação e geração de timbres. Ao contrário do que muita gente noticiou, o trabalho não foi inteiramente gravado e produzido com o tablet. Sintetizadores convencionais e, até mesmo, instrumentos acústicos também fizeram parte do projeto.

GarageBand no iPad2

Agora em 2011, a Apple lançou o iPad 2, uma geração mais fina, mais leve e mais potente. No dia do lançamento, anunciou a versão para o tablet de um dos softwares musicais mais populares do mundo, o GarageBand. Veja um bom exemplo do GB para iPad em ação.

A NAMM de janeiro (confira aqui a cobertura do evento feita pelo Overdubbing) já anunciava que 2011 seria marcado pelo lançamento de acessórios musicais para o iPad. Empresas como a Alesis, Akai, Apogee, Yamaha e Digitech já estão com novidades bem profissionais chegando no mercado. Uma das mais aguardadas é o Alesis iO Dock, uma base para o iPad capaz de transformá-lo em uma poderosa ferramenta de produção musical, com diferentes entradas e saídas de áudio e MIDI. Do lado dos aplicativos, outra grande novidade: a Image Line acaba de liberar a versão móvel do FL Studio para iPad e iPhone.

Alesis iO Dock

Donos de iPads e iPhones já contam com apps para produção musical, instrumentos virtuais e controladores poderosos. Já recebi relatos de pessoas que compraram um ou mais iPads exclusivamente para a música. Já não é tão difícil encontrar artistas que estão usando o tablet em estúdios e no palco. Se você não gosta da Apple, ou simplesmente gostaria de ter outras opções, saiba que smartphones e tablets com o Android também poderão se tornar boas alternativas musicais, mas isto já é assunto para outro post.

Assim serão as minhas contribuições para o Overdubbing. Semanalmente escreverei posts exclusivos, analisando as novidades e possibilidades da música em dispositivos móveis para os músicos profissionais. Já trabalha com música no iOS? Será que seu notebook será substituído por um tablet no futuro? Acha que essas novidades não passam de modismo? Quer saber mais sobre o assunto? Mande seu comentário e vamos conversando por aqui!

Até a próxima semana, quando falarei sobre alguns dos melhores aplicativos musicais para o iOS.

Marcus Padrini é jornalista, músico e editor do blog MusicApps.com.br , especializado em Música Móvel.

Cadastre seu e-mail para receber notícias do Overdubbing:

Comments (2)










Imagens exclusivas do Overdubbing no Flickr

Veja todas as fotos